Sobre nós

Infantil IV

A Escola Santa Rosa de Lima é...

uma Escola Católica Dominicana  fundada no dia 16 de agosto de 2010 e dirigida pelas Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena, que atende crianças carentes no município de Lupionópolis - PR . Recebeu este nome em homenagem à uma santa dominicana e padroeira da América Latina (Rosa de Lima) e tem como filosofia a Pedagogia de Teresa de Saldanha, fundadora da Congregação: “Educar é formar na criança o espírito, o coração e a inteligência".

Proposta Pedagógica

Propomos uma Educação integral, personalizada e de qualidade, alicerçada em valores cristãos, morais e éticos objetivando a formação integral do aluno, contribuindo assim  na formação de um ser humano ético, responsável, competente, solidário e, acima de tudo, feliz.

Acreditamos na afetividade como princípio fundamental da educação e na disciplina e responsabilidade como fundamento do progresso de nossos educandos. Para isso, contamos com uma equipe pedagógica capacitada  e infraestrutura ampla, organizada e sobretudo acolhedora. 

Desenvolver a educação integral, formando o espírito, o coração e a inteligência, na vivência das Virtudes e Valores de modo que os alunos possam desenvolver os seus potenciais e realizar os seus sonhos e se tornarem construtores de uma sociedade justa e fraterna. 

MISSÃO

VALORES

Fazer o bem sempre e onde seja possível, valorizando a verdade, a solidariedade, o respeito, a confiança, a coragem, a criatividade, a justiça, a simplicidade, a sabedoria, a disciplina, a esperança, o estudo e o desenvolvimento de saberes e competências para uma educação mais humana e integral. O ambiente educativo deve ser um espaço afetivo em que todos se sintam felizes e acolhidos.

Que os princípios orientadores da formação dominicana, aliados a uma sólida preparação acadêmica, possam permitir que as escolas da rede dominicana no Brasil sejam uma referência em formação humana e moral, comum à educação de qualidade, de modo que os alunos e as escolas possam ter sucesso e estar em posições de destaque em suas respectivas regiões, na construção do saber.

VISÃO

Santa Rosa de Lima
proslima04_edited.jpg

Santa Rosa nasceu em Lima (Peru) em 1586; filha de pais espanhóis, chamava-se Isabel Flores, até ser apelidada de Rosa por uma empregada índia que a admirava, dizendo-lhe: “Você é bonita como uma rosa!”.

Rosa bem sabia dos elogios que a envaideciam, por isso buscava ser cada vez mais penitente e obedecer em tudo aos pais, desta forma, crescia na humildade e na intimidade com o amado Jesus. Quando o pai perdeu toda a fortuna, Rosa não se perturbou ao ter que trabalhar de doméstica, pois tinha esta certeza: “Se os homens soubessem o que é viver em graça, não se assustariam com nenhum sofrimento e padeceriam de bom grado qualquer pena, porque a graça é fruto da paciência”.

A mudança oficial do nome de Isabel para Rosa ocorreu quando ela tomou o hábito da Ordem Terceira Dominicana, da mesma família de sua santa e modelo de devoção: Santa Catarina de Sena. 

Começou a viver a vida religiosa no fundo do quintal dos pais e, assim, na oração, penitência, caridade para com todos, principalmente índios e negros, Santa Rosa de Lima cresceu na união com Cristo, tanto quanto no sofrimento, por isso, tempos antes de morrer, aos 31 anos (1617), exclamou: “Senhor, fazei-me sofrer, contanto que aumenteis meu amor para convosco”.

Foi canonizada a 12 de abril de 1671 pelo Papa Clemente X.